terça-feira, 5 de julho de 2011

- Insistência X Persistência -



As pessoas de um modo geral, têm dificuldade em se conformar com determinada situação, determinados erros, determinados fins. Entendo completamente. Daí vem a confusão entre insistência e persistência. É muito mais bonito dizer que é persistente do que admitir uma característica que está diretamente ligada à chatice, falta de senso...

Que atire a primeira pedra aquele que nunca insistiu em alguma coisa. Eu já e muito. Como disse, insistir está ligado diretamente com a falta de senso, diria até que de noção. Muitas coisas acontecem em nossas vidas e existem momentos em que é mesmo muito complicado manter o equilíbrio, muita gente "viaja" e muitas coisas perdem o sentido. Se algum dia ouvir de alguém que estás sendo sem noção, que algum alarme apite, meu/minha amigo/a! É o momento de cair em si e entender que insistir quase sempre não gera absolutamente nada, além de feridas que se você não cuidar, te acompanharão para o resto da vida.

Ao invés de insistir no que faz sofrer, que tal persistir no amor próprio? Amar a si mesmo, é um passo importante para saber exatamente a diferença entre insistir x persistir. Aliás, o amor - sem manchas, exageros, ciúme, egoísmo, ou qualquer outra sujeira - é a base para a solução de qualquer problema. Pense nisso!

4 comentários:

  1. Concordo, acho que muitas vezes saimos de nós e fazemos coisas que no nosso estado normal não faríamos. Às vezes é preciso ligar o desconfiometro, seja lá como se escreve.

    Gostei da tua linha de pensamento,
    tenha um bom dia, flor! :)

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha parado para pensar nessas diferenças. Nossa como já fui chato :P

    Gostei do texto Flávia, muito bem escrito e ditero ao ponto,sem rodeios


    passa lá?

    http://www.umcontoemeio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. É, minha cara companheira, eu sou a prova viva de que insistir num erro nos provoca feridas que nos acompanharão a vida inteira. Mas já dizia algum sábio josé aí que difícil não é lutar pelo que quer, mas sim desistir daquilo que se mais ama.
    mas adorei a observação ki vc fez.
    gostei mto mesmo, gostei da sua linguagem adolescente tb de escrever e vou seguir seu blog ;D



    http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
    sigo quem me segue e retribuo comentários

    ResponderExcluir
  4. Pois está certíssima!
    É difíicl superar algumas coisas, mas, com muita paciência e boa vontade, tudo se resolve.

    ResponderExcluir